domingo, 28 de abril de 2013

Revisitando a Semana da Leitura


No âmbito das atividades desenvolvidas de 8 a 12 de abril, registamos, aqui, alguns momentos que definiram a Semana da Leitura de 2013, subordinada ao tema do mar.




Comecemos pelas apresentações....




Nestes dias em que turmas do ensino básico se juntaram
 às do secundário, na partilha de leituras
interpretações de autores diversos, 
surpreenderam-nos talentos, 
desejos de comungar beleza e emoção. 





  E estabeleceram-se pontes. 



Aceitaram-se desafios.

Procurando as palavras certas


Escutou-se. Com respeito.




Com gosto.



Leituras plurais.






Nestes tempos turbulentos,
 uniram-se as vozes para invocar o Homem do Leme.
Com convicção (e alguma risota).



video




Esta foi também a semana do concurso "Que Odisseia!" destinado aos alunos do 8º ano, que leram a adaptação da obra de Homero, realizada por Frederico Lourenço.
Veja-se a atenção dos nossos jovens a estas questões da cultura helénica. 


Reconstituindo o percurso de Ulisses em Ítaca



Deusas, ninfas, monstros... quantas personagens para identificar!



Os nossos alunos no encalço do herói



Quanta persistência para reconstituir as etapas desta viagem!




 Encontrar as respostas certas...



... que odisseia!




Foi ainda na Semana da Leitura, que decorreu um Ateliê de Escrita Criativa, dinamizado pela professora Maria Henrique.
 
 
Exercício de escrita criativa:
 
1.       Escolher uma palavra.  

2.       Decompor essa palavra em sílabas.

3.       Formar duas palavras com cada uma dessas sílabas.

4.       Construir um texto com a palavra inicial e todas aquelas criadas a partir da sua divisão silábica.  

Apresentamos, seguidamente, o exercício do grupo constituído por Sara Luís, Bruna Luís e Ivana Gomes, da turma 8º F.
 
 
 
 
 PALAVRA INICIAL: ESPUMOSA
ES : espuma, espantoso
PU: puma, pulga
MO: monte, mover
SO: solitária, sobreviver
  
Estava uma pulga num navio cheio de espuma. Adivinhem como se chamava. Chamava-se Puma! Vivia num espantoso jacuzzi que andava à deriva no mar. Tinha uma grande vida! Para sobreviver, tinha de se mover muito bem na água. Às vezes era solitária. Então resolveu ir até Ontário. Ia à procura de alguém especial, em vez disso  encontrou uma cadela feiosa que, por sinal, era muito espumosa. No final, descobriu que era amorosa, a cadela Pipoca. Finalmente casaram-se no monte e viveram felizes no mar! 
 
 

 
NA ROTA  DAS PALAVRAS   
 










 
 


  
 
Uma mostra fotográfica com todos estes registos estará patente, na biblioteca, na segunda quinzena de maio.





Sem comentários:

Enviar um comentário